• Pedro Moacir Joazeiro

PCP - ATITUDE, INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Artigo escrito pelo Engenheiro de Produção Marcelo Colling - integrante de equipe Integrum.


"Jamais se morre de tédio trabalhando no PCP"

Certa vez um antigo colega, que já tinha mais de 30 anos em experiência em PCP me disse: “Jamais se morre de tédio trabalhando no PCP”. Ele era apelidado de “Ligeirinho” em alusão ao desenho animado de um rato Mexicano que era muito veloz, e realmente acompanhando a rotina dele dava para ver o quão frenético era o seu ritmo de trabalho. Que o PCP é uma atividade dinâmica não há a menor dúvida, inclusive as áreas de recursos humanos das empresas geralmente buscam por profissionais com características de dinamismo, flexibilidade agilidade e destreza.


Na faculdade de Engenharia e em vários cursos que já fiz referente à PCP, são várias as técnicas e metodologias que são ali abordadas e acabamos aprendendo inúmeras ferramentas para uma boa gestão de PCP (plano de produção, tempo padrão, lotes produtivos, sequenciamentos, nível de ocupação, etc.) e de fato são muito importantes o domínio destas ferramentas pelos profissionais que atuam nesta área ou para os que postulam uma posição neste setor.


Porém, boa parte deste universo acadêmico é voltado para segmentos produtivos em que há escala de produção ou produção seriada, o que de fato é vital para uma alta competitividade deste segmento industrial e também atende ao interesse de grande parte dos acadêmicos.

Entretanto produção seriada e em alta escala não é a realidade da maioria das empresas, e neste cenário de produção especial, por projetos, de baixa escala e de alta variabilidade muitas destas ferramentas não se tornam suficientes para que os PCP´s atendam as demandas das empresas.


Vamos focar em empresas de pequeno e médio porte, onde muitas das vezes o PCP não tem uma estrutura de apoio completa para que todas as premissas das técnicas de PCP sejam atendidas, na verdade o PCP acaba muitas vezes sendo uma espécie de “faz tudo” para que os pedidos sejam entregues. Quando digo “faz tudo” quero dizer: estabelece processos, fala com fornecedores, vê a manutenção do equipamento, corre atrás do pessoal que não apareceu, providencia material que faltou com o vizinho, encaixa os pedidos que caíram de pára-quedas, briga no financeiro para liberarem recursos, corre atrás de informações técnicas, atende ao cliente, etc. Como já dizia meu amigo “PCP não morre de tédio”.


E aí como fazer um trabalho eficaz e eficiente, sendo que o que você aprende na academia muitas vezes não é viável para a aplicação pratica da sua rotina?

Nós da Integrum encaramos o PCP como uma célula central de informações e ações, onde a atitude do profissional é que faz a diferença e deve esse profissional estar de posse do máximo de informações possíveis e atuar de forma constante com seus pares para a tomada de decisão em time (EQUIPE).

“Núcleo de Programação (e CONTROLE) de Produção”

As experiências que realizamos em nossos clientes e história profissional e que os resultados são positivos, é a criação de um “Núcleo de Programação (e CONTROLE) de Produção”, onde obviamente o sustentáculo é o PCP e incorporamos as demais áreas de aporte a produção vinculadas a esse setor. Sabemos que a maioria dos desencontros nas empresas são frutos de falha de comunicação e em geral se comunicar bem é algo que poucos dominam. Acreditamos que o contato olho no olho, compartilhando o mesmo ambiente, vendo e ouvindo as ações das áreas que fazem a produção acontecer é um ganho expressivo na comunicação de um time, e sempre recomendamos ao cliente que haja uma sala para esse Núcleo de Programação (e Controle), onde os setores de compras, logística, estoque, qualidade, processos, produção, etc. estejam no mesmo ambiente que o PCP, para reduzir ruído e distância na comunicação.


Um segundo ponto em que insistimos com nossos clientes, é que esse time tenha reuniões curtas e periódicas (recomendamos diariamente), para alinhamento de estratégias e verificação de resultados, sendo que em necessidade de discussão de tópicos específicos que o PCP organize as reuniões extraordinárias com as áreas envolvidas no referido tópico. Um equívoco que algumas empresas cometem é fazer diariamente uma reunião de produção envolvendo inúmeras áreas da empresa e abrem discussões infinitas sobre tópicos de interesse de parte dos presentes, isso é algo totalmente improdutivo. Reuniões tem que ter pauta, ata, convocados envolvidos diretamente nas pautas, hora de começar e hora de terminar.


OUTPUT - Visto que produção também deve atender as demandas do comercial (entrega dos pedidos) e do financeiro (faturamento dos pedidos) o setor de PCP deve estabelecer um formato de comunicação com essas áreas, onde ele apresenta os planejamentos de entregas e fica responsável de informar o mais brevemente possível diante de qualquer alteração.

INPUT - Da mesma forma o PCP deve estabelecer um formato de comunicação com as áreas que lhe provém os recursos (financeiro para compras de materiais, RH para o pessoal, diretoria para investimentos, comercial para o plano de vendas, engenharia para definições técnicas) justamente para estabelecer o plano de recursos e atendimento destas necessidades.

"atitude, informação e comunicação"

Notem que estamos falando em 3 pontos chaves para um PCP (neste formato de empresas); atitude, informação e comunicação:

"PCP é o motor"

Atitude – Nestas empresas o PCP tem que ser versátil, criativo, dinâmico, obstinado, interagir com todos e mobilizar a todos. É dele que a empresa espera atender as necessidades de mercado e de faturamento, é ele quem dá um jeito e extrai dos recursos que tem os resultados. Para isso é necessário atitude e pró atividade. O PCP não pode ficar parado esperando as respostas ou decisões alheias, o tempo passa e o PCP é quem “cutuca” para que as coisas andem. Posso me atrever a dizer que nestes perfis de empresas o PCP é o motor;

"um conjunto complexo de informações, de alta qualidade e confiabilidade, no tempo exato"

Informação – As decisões têm que ser rápidas e assertivas, ganha quem acerta mais. A informação correta e bem estruturada é fundamental para o trabalho de PCP, ele precisa ter as informações de lista de produtos, pedidos, componentes, estoques, compras, requisições, ordens de fabricação, itens em terceiros, apontamentos de produção, projeção de estoque, projeção de vendas, variações de consumos, entregas de fornecedores, mapas de processos, etc. O PCP deve estar munido de um conjunto complexo de informações, de alta qualidade e confiabilidade, no tempo exato.

"Como uma célula central, o PCP interage com todos os departamentos"

Comunicação – Como uma célula central, o PCP interage com todos os departamentos da empresa, então deve estabelecer metodologia e ferramentas que consolidem os formatos de comunicação com cada uma das áreas. É vital estar ciente que há, para cada setor, uma dinâmica diferente de comunicação e o PCP deve ser perceptivo e criativo para formatar quais serão essas dinâmicas, e, acima de tudo, ter o hábito de reavaliar se o formato está dando resultado, para que mude o formato se assim for necessário.


A Integrum trabalha focada nestes 3 pontos chave. Em atitudes, empregamos técnicas e métodos baseados em PNL, Coaching e Liderança para extrair do time os potenciais de atitude, comprometimento, criatividade, flexibilidade e mobilização; desenvolvemos muitos profissionais para que façam a diferença pela atitude. Nas informações, nossa solução em plataforma de gestão ERP dispõe de uma ampla, completa e sólida gama de informações de todas as áreas da empresa, de forma integrada, apresentados em formatos simples e diretos; tudo que se necessita está na mão. Para comunicação, aliamos nossas soluções em desenvolvimento humano consolidados na plataforma ERP; é necessário estabelecer processos de integração entre as pessoas, ao mesmo tempo em que lhes proporcionar uma ferramenta completa com as informações necessárias e estabelecendo as comunicações de forma fácil e clara.

"Para uma indústria, temos que ir além dos métodos e ferramentas técnicas, temos que fazer crescer o ser humano"

Não temos a pretensão e muito menos estamos desvalorizando tudo que é ensinado referente ao PCP nas formações citadas no início deste artigo, tanto é que essa formação/instrução é a base que temos em nossa carreira, tanto é que sim, utilizamos essas ferramentas e métodos em todos os nossos trabalhos aliados às práticas de atitudes, informação e comunicação. O que enfatizamos é que o dinamismo do PCP vai muitas vezes além do que prevê a academia, como ocorre também com outras áreas da indústria, e que nosso papel como especialistas em soluções para a Indústria é justamente expandir as soluções através de experimentos e conjugação com outras áreas de conhecimento, pois o que aprendemos nos últimos anos é: “Para uma indústria, temos que ir além dos métodos e ferramentas técnicas, temos que fazer crescer o ser humano.”


Eng. Marcelo Colling

Equipe Integrum

FALE CONOSCO
       +55 51 3527.6619
comercial@integrum.inf.br
Rua Santo Ângelo, 506 - Bairro Guarani, Novo Hamburgo / RS

© 2018 por Integrum Inteligência Industrial.